PLANOS DE SAÚDE POR ADESÃO

O plano de saúde coletivo por adesão é uma modalidade de serviço oferecido por uma pessoa jurídica a um grupo de funcionários. Estes beneficiários podem formar uma empresa, um sindicato ou até uma associação, por exemplo. Já o custo do serviço é cobrado de cada componente do grupo integral ou parcialmente.

Com o contrato firmado entre as partes, todos os integrantes dos planos coletivos passam a ser titulares. Cada um deles tem direito aos serviços de assistência médica entre as principais coberturas.


Confira alguns benefícios que podem ser incluídos nos planos de saúde por adesão:
• Consultas eletivas e atendimento de urgência e emergência 24 horas;
• Cirurgias e transplantes;
• Cobertura obstétrica, incluindo o pré-natal;
• Próteses e órteses ligadas ao ato cirúrgico;
• Exames laboratoriais e de imagem;
• Tratamentos como diálise, hemodiálise, quimioterapia, radioterapia, fisioterapia, RPG, fonoaudiologia, acupuntura, psiquiatria e psicoterapia, entre outros.

COMO CONTRATAR?

O primeiro passo ao contratar um plano de saúde por adesão é avaliar se as condições, cláusulas, valores e carências atendem ao desejo do contratante e do grupo beneficiado. As necessidades nem sempre podem ser todas atendidas, por isso é preciso avaliar bem qual plano, operadora e obrigações devem ser cumpridas. Confira os principais fatores antes de contratar o plano:

• Credibilidade do plano;
• Cobertura mínima do plano para hospitais, laboratórios e clínicas;
• Método de reajuste das mensalidades;
• Exclusões para todos os tipos de planos;
• Regiões do Brasil que o plano pode ser utilizado;
• Atendimento de urgência e emergência;
• Período de utilização e carência;
• Documentos a serem recebidos na contratação.

CARÊNCIA

A carência é o prazo previsto em contrato em que se paga a mensalidade do plano, mas não se pode utilizar determinadas coberturas. Conforme a legislação brasileira, a operadora pode fazer alterações no tempo de carência do plano visando a criação de reservas para garantir o atendimento dos procedimentos mais críticos.



PRAZOS MÁXIMOS DE CARÊNCIA

24 horas para os casos de urgência e emergência;
300 dias para partos;
180 dias para os demais casos;
24 meses para cobertura de doenças ou lesões preexistentes.

SINISTROS

Bastante comum no mercado de seguro auto, a palavra sinistro é raramente utilizada em seguro saúde. Porém, isso não significa que ela não exista. Na verdade, qualquer procedimento utilizado através da carteirinha do plano de saúde é um sinistro, seja uma simples consulta até uma complexa cirurgia.